Assim muito resumidamente:

1. As palestras não são tão aborrecidas como as pintam. Acredito que também dependa das pessoas que estão a dar a palestra, mas o que me "calhou" a mim, pelo menos, até foi interessante. Falaram-nos da Marinha, do Exército e da Força Aérea, das coisas que faziam, quanto ganhavam, as hierarquias e etc. E deram-nos uma pequena liçãozinha acerca de primeiros socorros, na qual por acaso aprendi coisas bem úteis. E falaram-nos também das diferenças entre uma Universidade Civil e uma Universidade Militar. Muito giro.


2. Fizeram-nos umas demonstrações de nós em cordas e pontes de corda, nada de especial a meu ver, mas pode ter sido interessante para algumas pessoas. Também nos mostraram as armas, os tanques, as fardas e etc. Houve pessoas a experimentar tudo, eu não toquei em nada; confesso que são coisas que me fazem alguma confusão.

3. Perdoem-me os sensíveis, mas a altura em que a bandeira é içada dá, realmente, muita vontade de rir. A começar na corneta desafinada e a acabar no chiar de metal enferrujado que se ouve enquanto a bandeira sobe. E só o facto de nos dizerem "Não se podem rir!", faz logo com que uma pessoas tenha o impulso de gargalhar. Confesso que me ri muito. Não me ri por não respeitar os símbolos nacionais, ri-me porque esses pequenos pormenores da cerimónia em si, têm piada. E quando uma criatura esboça um sorriso, já se sabe que os outros não se aguentam. Mas fui ninja, consegui disfarçar, ninguém ralhou comigo. No entanto "ameaçaram" algumas pessoas de risos mais estridentes, convidando-as a "ir ali ter uma conversinha".

4. A comida é terrível mas aquilo é a tropa, acho que não podíamos esperar muito mais.

5. As piores alturas foram os intervalos porque eu não conhecia mesmo ninguém e todas as pessoas pareciam conhecer-se umas às outras. Fiquei no meu canto a estudar, sempre foi um bocadinho produtivo.

Em suma, não acho que tenha sido um dia propriamente desagradável mas acho que não se justifica fazerem-nos levantar tão cedo e fazer uma viagem tão longa para aprender algo que poderíamos aprender nas nossas escolas se houvesse mais investimento nesse sentido. Uma formação, mesmo que pequenina, onde se começasse a meter os jovens em contacto com este tipo de informação, onde nos fossem mostrando aquele que é o panorama económico, político, social, cultural, etc, do nosso país. Acho que é algo que faz mesmo muita falta e que não se faz num dia, como o de hoje. Tenho visto muito pessoal que chega à faculdade sem saber a quantas andamos e sem saber distinguir os partidos políticos. Enfim, é mau sinal.


4 Comments

  1. Olá, vinha convidar-te a participares no meu giveaway é muito fácil de participares e tens dois prémios à escolha

    http://fashion--gets-fierce.blogspot.pt/2013/01/giveaway.html

    Beijinhos**

    ResponderEliminar
  2. Ahah, já me mandavas um bocadinho pelo correio :D

    ResponderEliminar
  3. Estou ansiosa para que chegue a minha vez :)

    ResponderEliminar
  4. concordo!!! :)
    http://fiifashionblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Aqui são bem vindas todas as pessoas, à partida. Aqui lêem-se todos os comentários e aprecia-se cada um deles, sejam eles elogios fofinhos ou críticas (fundamentadas!). Aqui respondem-se a todas as perguntas diretamente nesta secção de comentários. Aqui são bem vindos os links dos vossos blogs, depois de lerem o meu post.

Esta caixa de comentários é moderada.

Aqui não há lugar para publicidade descarada. Aqui não há lugar para comentários racistas, homofóbicos, sexistas e preconceituosos de uma forma geral. Todas as pessoas que venham para aqui com intenções de me ofender a mim ou a algum dos meus leitores estão amigavelmente convidadas a abandonar este espaço. Aqui não há faltas de respeito.